BLOGUE DA AAS

Africa-Portugal, uma relação com futuro


Dueto.Mornas.JPGPortugal-A%CC%81frica.JPG
"dueto de mornas" - interpretes e assistência

resumo de atividades 2015

Há muito que não publicamos notícias...
Vamos recomeçar.
Fazemos hoje um resumo das atividades desenvolvidas

1Como Agente de Desenvolvimento

1.1 Bolseiros
Durante o ano de 2015 apoiámos 9 bolseiros: duas estudantes de Cabo Verde que estudam no Porto; dois jovens universitários da Guiné Bissau que estudam no Porto; um estudante de Moçambique que terminou Direito na Faculdade de Direito da Universidade Católica em Nampula, Moçambique e quatro estudantes de S. Tomé, um dos quais estuda no Porto e os outros no seu país natal.
Uma vez que o estudante de Moçambique terminou a licenciatura em Direito aceitámos como bolseiro um outro jovem, também órfão de pai e mãe que iniciou em Lichinga o curso de Contabilidade e Auditoria, na única faculdade  da Universidade Católica ali existente, o Maxi Júlio Abudate Cipriano, continuando a apoiar os que, em Portugal ou nos seus próprios países, continuam os respectivos cursos, pelo que mantemos os mesmos 9 Bolseiros.

1.2 Mantém o interesse em colaborar na Recuperação do Hospital Rural do Songo em Moçambique para o qual tem contribuído com equipamentos e material consumível e apresentou, no corrente mês de Junho, e pelo quarto ano consecutivo candidatura ao I. Camões para Fornecimento e Instalação de Laboratório de Análises Clínicas e Banco de Sangue

1.2 Mantém o interesse em Colaborar com a Paróquia de Santana em S. Tomé e Príncipe na criação de um Centro de Formação e Acolhimento para crianças e jovens na Roça de Montenbelo.

2 No que respeita à interculturalidade

2.1-Levou a cabo em 20 de janeiro de 2015,na Casa das Artes no Porto um  encontro intitulado: “África-Portugal, uma relação com futuro”, com as exposições magníficas do Embaixador Engenheiro Eugénio Anacoreta Correia e o Professor Doutor Salvato Trigo e com animação musical de um dueto que interpretou mornas de Cabo Verde;

2.2 A 30 de Janeiro de 2016 a AAS promoveu um “Concerto Solidário”, uma “gala de angariação de fundos”, animada pelo Orfeão Universitário do Porto e com o alto patrocínio da Fundação Engenheiro António de Almeida




Encontro de Coros - 17 de Janeiro

encontro coros

Actividade da AAS em 2014 por Carlos Carvalho Dias

A actividade da Associação África Solidariedade em 2014 decorreu com a esperada normalidade, com o permanente empenho no acompanhamento dos bolseiros por nós ajudados. Isto, ligado às restantes preocupações habituais em associações congéneres, como a do estrito controlo das verbas disponíveis e da “ginástica” para manter os apoios existentes, com a possível angariação de outros patrocinadores para as nossas iniciativas.
Neste contexto de regularidade, também se realizaram, em 15 de Março, duas reuniões da Assembleia Geral.  
A primeira destinou-se à apreciação e votação do Relatório e Contas de 2013, o qual foi normalmente aprovado.
A finalidade da segunda sessão, que se realizou logo após a primeira, era a eleição dos Órgãos Sociais para o triénio 2014-2016. 
Foi assim eleita por unanimidade a única lista concorrente, constituída quase por completo pelos componentes da actual, a que se juntaram os novos nomes da Profª Doutora Elvira Mea, do Embaixador Eugénio Anachoreta Correia e do Eng. Filipe Pereira Moçambique, de naturalidade moçambicana e mestrando em Engenharia.
De assinalar que ambas as sessões foram presididas pelo Vice-Presidente da Assembleia Geral, Cónego Orlando Mota e Costa, em virtude da ausência, por doença, do Presidente, Prof. Eng. João Lopes Porto.
Infelizmente, o Prof. João Porto viria a falecer em Abril. 
A sua morte foi muito sentida, conforme foi realçado na posterior reunião da Direcção, efectuada depois do seu falecimento. 
De facto, a falta duma personalidade tão séria, tão boa, tão responsável, tão metódica e dedicada não é fácil de preencher.

A nossa Associação possui reduzida dimensão. É fundamental, portanto, o empenho de todos os associados nas actividades que se vão programando, assim como na cativação de novos aderentes e na procura de outras formas de financiamento para além das que têm sido utilizadas.
Existe um razoável número de bolseiros – embora necessariamente pequeno – que depende da nossa ajuda para prosseguimento dos seus estudos nas mais diversas áreas. E os projectos em que temos participado têm-se revelado muito importantes para as populações servidas, como a intervenção no Hospital Rural do Songo, em Moçambique, que pode considerar-se um paradigmático caso de sucesso.
Neste momento está em estudo a cooperação com a paróquia de Santana, em S. Tomé e Príncipe, para concretização dum completo e ambicioso projecto, mas inteiramente exequível e muito urgente para as populações a atingir. 
Trata-se da construção e acompanhamento operacional do “Centro Comunitário Monte Belo”, destinado a “reforçar a capacidade institucional da população local, através do apoio aos pais trabalhadores agrícolas na educação dos filhos, pela formação e aquisição de competências por parte da população mais jovem, e da preservação dos valores culturais locais de tradição oral retidos pelos mais idosos”.
Como se vê, é um projecto claramente ambicioso. E talvez o seja, também, por ser completo e não ficar pelo meio.
Não têm sido fáceis as diligências que se vão efectuando mas, com novos apoios que se prevejam, pensamos que acabará por se levar a bom termo esta fundamental iniciativa.
De facto, considera-se imprescindível não apenas promover as necessárias instalações materiais, mas também programar e maximizar, metódica e paulatinamente, a sua utilização e manutenção por meio da adequada monitorização: não esquecendo nunca, além dos necessários aspectos materiais, as vertentes cultural, civilizacional, espiritual e de solidariedade e cidadania.

Das iniciativas extraordinárias havidas durante este ano, salienta-se a participação de grande número de sócios no sarau / confraternização – uma “Noite de Fado” – efectuado em 28 de Junho no Salão da Paróquia de Nossa Senhora da Boavista anexo à sua Igreja, de parceria com a própria paróquia e o grupo de apoio a Timor, lá constituído.
Com a sala repleta de muita e entusiástica gente de todas as idades, confraternizou-se, ouviu-se com muito agrado cantar o fado por vários intérpretes, tanto de Lisboa como de Coimbra. E, até de madrugada, foram-se petiscando uns doces e uns salgadinhos.
Tudo isto, com o objectivo, conseguido, de angariação de fundos para as actividades do Grupo de apoio a Timor e da Associação África Solidariedade.

Com vontade e esforços renovados, esperamos conseguir melhores resultados para o ano de 2015, que já aí está a bater-nos à porta.
   Porto, 9 de Outubro de 2014

ASSEMBLEIA GERAL


            As duas Assembleias Gerais da “Associação África Solidariedade” – para apreciação e votação do Relatório e Contas de 2013 e para a Eleição dos Órgãos Sociais para o triénio 2014-2016 – realizaram-se, conforme previsto, no dia 15 de Março de 2014, na Sede da A.A.S.
Iniciou-se a primeira sessão sob a presidência do Vice-Presidente da Assembleia Geral, Cónego Orlando Mota e Costa, que justificou a ausência do Presidente, Prof. Eng. João Lopes Porto, por motivo de doença que o impossibilitou de comparecer, manifestando-lhe a sua inteira solidariedade, com os votos de rápido e completo restabelecimento. Por proposta do sócio Dr. Augusto Lopes-Cardoso, todos os presentes foram unânimes em se solidarizar com este voto.
Seguindo a Ordem de Trabalhos, foram estes iniciados pela leitura e votação da acta de Março de 2013, a qual foi aprovada por unanimidade.
Igualmente aprovado por unanimidade foi o Relatório das Actividades, relativo a 2013, o qual foi exposto pela Presidente da Direcção Dra. Maria Manuela Lopes-Cardoso, com a proficiência e o calor a que já nos habituara. A este respeito ainda foram dadas algumas explicações pela Dra. Isabel Veiga de Miranda.
Esta aprovação foi, como é evidente, apoiada no Parecer do Conselho Fiscal, presidido pelo Eng. José Manuel de Sousa Pinto, apresentado com a clareza e a sobriedade habituais; não deixou de manifestar o seu apoio aos esforços que a Direcção tem desenvolvido para conseguir activar alguns dos seus projectos, ainda pendentes de patrocínio.
Foi muito gratificante verificar a comparência de grande número de associados, contrariamente ao que vem sendo habitual. Notou-se ainda a presença entusiasta e participativa de 5 estudantes africanos com bolsas de estudo concedidas pela A.A.S.
A esta Sessão seguiu-se imediatamente a da segunda convocatória, para eleição dos Órgãos Sociais para o próximo triénio, tendo sido eleita, também por unanimidade, a única lista concorrente, constituída quase que completamente pelos componentes da actual, acrescendo os novos nomes da Profª Doutora Elvira Mea e do Eng. Filipe Pereira, de naturalidade moçambicana e mestrando em Engenharia.

A sessão terminou cerca das 12.00 horas, em ambiente de satisfação pela maneira como decorreram os trabalhos, e de evidente optimismo pela continuidade operativa da Associação África Solidariedade.

 Corpos Directivos eleitos para o próximo triénio:


DIRECÇÃO
Presidente
Maria Manuela Lopes-Cardoso
Vice-Presidente
Carlos Alberto Carvalhos Dias
Secretárias
Maria Anita Ramos de Azevedo
Maria de Lurdes Gomes do Monte
Tesoureiro
Celso José Patrício
Vogais
Isabel Veiga de Miranda
Rui Moreira
Aires Wagner Neto
Maria Isabel de Vasconcelos Lencastre
Maria Teresa Porto
Maria Teresa de Sousa Pinto Pais
Filipe Pereira Moçambique

ASSEMBLEIA GERAL
Presidente
João Lopes Porto
Vice-Presidente
Orlando Mota e Costa
Secretário
José Manuel Soares da Fonseca

ONSELHO FISCAL
Presidente
José Manuel de Sousa Pinto
Vogais
Eugénio Anacoreta Correia
Maria Emília Couto

Maria Emília Couto

CONSELHO CONSULTIVO
Elvira Mea
José António Duran
Álvaro Amadeu de Azevedo
Maria da Conceição Marques da Silva
Arlindo Sequeir






Assembleia Geral - 15 de março de 2014

Vai realizar-se no próximo dia 15 do corrente mês de Março, na sede da Associação África Solidariedade, a Assembleia Geral da Associação onde se procederá à discussão do Relatório de Contas e do Relatório de Actividades de 2013. Será também posta à votação a lista proposta para a Direcção da AAS que presidirá aos destinos da ONGD no próximo triénio.

Quadro Informativo - Bolseiros AAS


para abrir clique sobre Quadro

SARAU 27 de Outubro de 2012

No cumprimento de uma sua – embora recente – tradição, a “Associação África Solidariedade” organizou este ano, mais uma vez, uma “matinée” recreativa e intercultural, no sentido de se dar mais a conhecer e de tornar mais visível a sua actividade.
Aconteceu este sarau no dia 27 de Outubro último, na “Fundação Engenheiro António de Almeida”, no Porto, entidade que sempre tem meritoriamente apoiado a A.A.S. e que mais uma vez deu o seu patrocínio à iniciativa.
A primeira nota positiva corresponde ao integral cumprimento não só do programa estabelecido, mas também, rigorosamente e em boa ordem, ao do horário determinado.
De facto, quem se dirigisse à Fundação às 14.00 horas, tinha as portas do edifício já abertas, dando acesso àquele grande, mas tão agradável, espaço de recepção e acolhimento.
Foi o simpático, e sempre apetecido, momento dos primeiros contactos com os amigos que iam chegando, um tempo prévio de confraternização e descontracção, acrescido da possibilidade de apreciar e adquirir peças de artesanato africano ou alguns pequenos frascos de compotas artesanais, por vezes de ingredientes inesperados e surpreendentes, mas que à partida despertavam a vontade de experimentar.
O auditório da Fundação, onde decorreria o sarau, ficou quase repleto à medida que as pessoas iam chegando e escolhendo o seu lugar. Viam-se muitíssimos africanos, entre os quais muitas crianças, algumas de tenra idade. Com o entusiasmo e a alacridade que lhes são próprios, não deixaram de manifestar a sua satisfação após cada intervenção.
O sarau começou com as habituais palavras de boas vindas e de agradecimento, na breve mas tão simpática introdução da nossa Presidente, Dra. Manuela Lopes-Cardoso.
Seguiu-se-lhe, de imediato, uma apresentação – necessariamente breve – da nossa Associação, presente em todos os países africanos de expressão portuguesa, com enfoque em algumas das nossas últimas iniciativas e realizações em Moçambique.
Deste momento se encarregou a Dra. Isabel Veiga de Miranda, membro da Direcção da A.A.S., que acompanhou as suas palavras com a passagem de algumas imagens do nosso recente projecto de “Recuperação do Hospital Rural do Songo”, em Cahora-Bassa.
Foi notória a surpresa dos assistentes por esta realização, não só no que diz respeito à iniciativa em si, mas também pelas condições, tantas vezes penosas e difíceis, em que tudo foi sendo conseguido e efectuado.
O agrado e a surpresa da sentida exposição da Dra. Isabel foram coroadas por uma quente salva de palmas.
A exposição desta iniciativa foi completada com a intervenção da Dra. Elisa Estrela Gundana, médica moçambicana, directora clínica deste hospital. Comovidamente, relatou-nos um pouco do seu trabalho, com as imensas e quase intransponíveis dificuldades que encontra para cumprir a sua missão. Mas a verdade é que isso não a impede de andar sempre para a frente, com o seu saber, o seu entusiasmo e a sua força de vontade.
A Dra. Elisa Estrela viu – e ouviu – outra grande salva de palmas, que, com certeza, lhe darão um pouco mais de ânimo para prosseguir na sua senda.
Passou-se de seguida à parte recreativa do sarau.
O Senhor Cônsul de Cabo Verde no Porto sugeriu-nos a participação de Jorge Correia, daquele País, que se revelou um excelente intérprete de mornas e outras toadas da sua terra, sentidamente interpretadas e sentidamente escutadas.
Entremeando a actuação deste artista, intervieram outros intérpretes – de Angola, Cabo Verde, Guiné, Moçambique e São Tomé e Príncipe – com a declamação de significativos textos poéticos ou em prosa, igualmente muito apreciados.
A sessão recreativa culminou com a alegre e simpática intervenção da “Tuna Feminina da Universidade Católica do Porto”, que também se prontificou a participar na nossa festa.
Mas o convívio não ficou por aqui, porque as 5 da tarde são a hora do chá – ou do lanche – que, evidentemente, não faltou. Em mesas compridas bem apetrechadas, estavam inúmeras iguarias à espera de quem as quisesse comer ou beber.
E é evidente que assim foi. Que o diga qualquer um, especialmente a miudagem, que não tinha mãos que chegassem para pegar nos bolinhos de bacalhau, nos rissóis, nos croquetes, etc., ou nos mais diversos bolos e doces… não esquecendo as gomas, que estão na moda e são as mais apetecidas por eles.
Só não vi ninguém da grande (?) imprensa, e muito menos da televisão. O hospital do Songo ou a África Solidariedade não são notícia que venda. Não há barulho, não há tiros, não há sangue à vista – não interessa!
No meio disto tudo, valha-nos Nossa Senhora das Graças, que é hoje, 27 de Novembro, o Seu dia.

Carlos Carvalho Dias

Matinée recreativa e encontro intercultural

Tal como o respectivo cartaz anunciava, este Encontro Intercultural realizou-se no dia 22 de Outubro de 2011, na Fundação Eng. António de Almeida que amavelmente cedeu todo o espaço necessário.
O Programa do espectáculo foi variado como se previa e repleto de interesse, com enorme entusiasmo de todos os grupos intervenientes.
Apenas faltaram as danças moçambicanas.
Após o espectáculo, o público presente teve hipótese de conviver num simpático lanche que foi ocasião de diálogo mais próximo entre todos os participantes incluindo os vários membros do corpo diplomático que nos quiseram honrar com a sua presença.
Este convívio completou de facto o verdadeiro ENCONTRO INTERCULTURAL que se pretendia.

Clique para ver o álbum de fotos ---------------------- Se utiliza o Internet Explorer clique aqui

Matiné dia 22 de Outubro! Fundação Eng António de Almeida - 14h às 17.30h!

Cara/o Amiga/o
Na fidelidade aos objectivos da nossa Associação Àfrica Solidariedade, que já conhece, venho apresentar o Programa (em anexo) para a matinée a realizar no próximo DIA 22.
Peço-lhe todo o empenho para a sua divulgação e a solidariedade com a sua amiga presença e, podendo, leve o seu carro cheio. Muito obrigada.
A vossa
Maria Manuela Lopes-Cardoso



clique para visualizar o cartaz com o programa:
CARTAZ